Buscar
  • Igor Kondrasovas

5 Dicas para Comprar Impressora de Etiquetas


Uma impressora de etiqueta é diferente de uma impressora comum de escritório. A finalidade dela é imprimir apenas etiquetas adesivas. A vantagem é que elas oferecem alguns recursos adicionais e custos de impressão vantajosos para os ambientes comerciais e industriais.

LEIA TAMBÉM: Etiquetas para Rastreabilidade das Peças

Listamos a seguir alguns pontos importantes para ajudar você na escolha da sua impressora de etiquetas.

1 - Método de Impressão

Os métodos de impressão mais comuns são por transferência térmica através de fita de carbono (ribbon) ou impressão térmica direta.

A transferência térmica é a mais adequada para impressão de etiquetas no ambiente industrial. Funciona pela combinação de uma impressora de cabeça térmica e um ribbon revestido. A tinta do ribbon é transferida para a etiqueta durante a passagem sob a cabeça de impressão.

Vantagens: Adequada ao ambiente industrial, pouca manutenção, alta resolução e nitidez mesmo em altas velocidades e impressão com resistência a abrasão, luz, temperatura e solventes.

Desvantagens: 2 consumíveis a gerir (as etiquetas e o ribbon). Geralmente possuem dimensões maiores, o que as vezes pode ser importante.

Já nas impressoras térmicas diretas, não se utiliza tinta como consumível. As etiquetas é que são especiais e escurecem ao passar sob os pontos de aquecimento da cabeça de impressão.

Vantagens: Um único consumível (a etiqueta térmica) e as dimensões que podem ser menores

Desvantagens: Baixa durabilidade das etiquetas que são sensíveis ao calor, raios UV, fricções e solventes. Maior frequência de substituição da cabeça de impressão, devido ao contato direto com o papel. O custo das etiquetas é mais elevado.

2 - Software Incluído

Ao comprar uma impressora de etiqueta das principais marcas, você terá acesso a um programa aplicativo para auxiliar a criação de etiquetas.

As funcionalidades de cada aplicativo variam, mas basicamente todos eles são capazes de lhe ajudar a criar um ótimo layout para sua etiqueta. Posicionar e alinhar os textos com as fontes corretas, inserir logomarcas, código de barras e outros elementos.

O vídeo a seguir mostra um ótimo exemplo de como criar as etiquetas a partir de uma planilha eletrônica contendo o nome do produto, código de barra e preço, utilizando o software Dymo Label:

Um vez criado o modelo da etiqueta, você poderá importar os dados das etiquetas contidos em uma planilha Excel e o programa cria automaticamente a lista de etiquetas. Assim se o seu sistema não faz a impressão na forma que você gostaria, poderá lançar mão deste recurso e customizar no detalhe.

3 - Compatibilidade com o Seu Sistema

Muitas impressoras de etiquetas se comunicam com os programas de computador utilizando um protocolo de comunicação específico.

Isto quer dizer que para estas impressoras, você não pode conectá-la ao seu PC e imprimir um documento qualquer, assim como as impressoras comuns.

Em termos técnicos, queremos dizer que mesmo que a conexão seja USB e que a impressora é detectada automaticamente pelo Windows, ela pode se comunicar em um formato RAW ao invés de utilizar o spooler de impressão do Windows. Dentre os protocolos RAW mais comuns encontram-se o EPL, ZPL e ESC/P.

Por isso é importante consultar o desenvolvedor do software que está utilizando para saber que tipo de impressora pode ser utilizada. Geralmente os fornecedores possuem uma lista de impressoras homologadas.

A imagem a seguir mostra um exemplo de um sistema que cria automaticamente as etiquetas e pode imprimir em diversos tipos de impressoras, dispensando o software do fabricante mencionado na dica anterior.

Por exemplo, as impressoras Dymo LabelWriter 450 e Brother QL-570 utilizam o próprio padrão Windows e não precisam de comunicação especial. Já alguns modelos de impressora Zebra , Elgin L42 ou Honeywell utilizam comunicação direta e precisam utilizar alguns dos protocolos citados anteriormente.

4 - Conectividade

Se a impressora de etiqueta deixa de funcionar, muitos processos param, pois a identificação das peças é o primeiro passo para a rastreabilidade do trabalho.

Impressoras com conexão USB, serial ou paralela precisam estar conectadas a um computador para funcionar. Em ambientes com mais automação é importante permitir que a impressora seja um recurso compartilhado na rede da empresa. Ai as impressoras com conexão Wireless ou Ethernet são as recomendadas.

5 - Disponibilidade dos suprimentos

Impressora sem papel ou ribbon não serve para nada. Então é importante escolher um tipo e modelo de impressora que você possa encontrar suprimentos facilmente. Isto parece um pouco óbvio, mas é comum as pessoas olharem apenas para o preço da impressora no momento da compra e deixar para analisar o preço e oferta da etiqueta só depois.

Outro aspecto é verificar as dimensões de cada etiqueta, para saber se é compatível com o software que será utilizado. Se o programa utilizar tamanhos padrão e não suportar ajustes na largura e comprimento, você ficará mais restrito nas opções.

#impressoradeetiquetas #etiquetasadesivas #ribbon #impressoratermica

Posts recentes

Ver tudo

Experimentar Novamente

Você pode se inscrever no Otimize Nesting utilizando seu endereço de e-mail apenas uma única vez. Caso tente fazer uma nova inscrição com um endereço de e-mail já utilizado anteriormente, um erro irá